23 de jul de 2010

Quando penso em avanço social....



Quando eu na minha santa ignorância, acredito que a sociedade esta caminhando para um momento mais avançado de socialização...vem as eleições.

Sou super favorável à eleição. Um momento único da demonstração da democracia (sim ta certo que seria mais democrático se as pessoas tivessem a oportunidade de uma educação de qualidade para que pudessem votar com consciência...), de qualquer forma é um dos raros momentos, pensando bem, é o único momento em que pobre, rico, branco e preto não tem diferença. Não é só um ou só outro ou alguns de um e alguns de outro que podem participar.

Bem então deveria eu estar em alegria, afinal das quantas vamos votar?...huruuuuuu vamos passar 2 domingos indo à escolas, apertando teclinhas e vendo a cara da/o nossa/o candidata/o e ouvindo o toquinho tilililim de confirmação.

Mas não, não e não...nessa sociedade existe a igreja, religião. E estava eu lindamente passeando por alguns sites de notícias quando leio..."Bispo manda padres a falarem para seus fiéis a não votarem na Dilma pois ela é a favor do aborto."

"Meu mundo caiu..."

Gente aonde estamossssssssssss....que vida é essa?

Eu to quase desistindo dela, sabia?

Não to dizendo que é pra todo mundo ser a favor disso ou daquilo. Mas que a religião tem tirado de muitas pessoas o direito de escolha, de liberdade.

Vamos lá, o aborto já existe no nosso país. Só não sabe disso a Júlia, minha filha que não nasceu ainda. Quem tem um poder aquisitivo bom, faz aborto em clínicas pagas e tem suas vidas salvas. Elas podem até se confessar depois. Quem tem um baixo poder aquisitivo faz em locais inadequados, com remédios impróprios e por vezes vencidos e depois vão morrer nos hospitais públicos que trata com descaso as mulheres que lá chegam após um aborto.

Então essa mesma igreja pode me dizer quem é que eles estão protegendo? Quais vidas mesmo estão sendo preservadas e o foco de preocupação deles?

Nós mulheres continuamos sendo tratadas apenas como objetos, que tem de seguir ordens, apenas ordens.

Até em quem vamos votar querem mandar.

O Serra já se saiu bem na fita..."eu não concordo com o aborto" ELE É HOMEMMMMMMMM. Será que entendem que homem nem deve mesmo se preocupar com aborto pelo simples fato deles NÃO FICAREM GRÁVIDOS?

Não existe ser mais complexo que a mulher. E acredite isso não é uma critica negativa, apenas a realidade.

Estou eu aqui cheia de dor pelo corpo porque vou menstruar e parece que tem um monstro dentro de mim me consumindo. Algum homem é capaz de saber o que é isso??? Não porque eles não menstruam.

Eu acredito que assim como o homem toma a decisão de deixar uma mulher sozinha quando descobre que ela esta grávida, a mulher tem o direito de não prosseguir com uma gravidez.

Minha sobrinha disse assim: "Se a mulher não quer, deixa pra adoção"

Legal isso, seria até a solução de muitos outros problemas...mas é aiiiiiiiiii que temos outro problema, e talvez um dos maiores que temos no nosso país, ADOÇÃO.

Não é simples, nem fácil adotar uma criança. Tanta burocracia que a criança cresce abandonada num orfanato, sem carinho, amor, atenção...

Vou pensar na mulher, nessa que também sou eu e que não posso prever o futuro meu, nem da minha companheira e nem da nossa criança tão ansiada e aguardada.

Quero acreditar e preciso, numa sociedade menos preconceituosa, mais igualitária e honesta.

Não vamos deixar que mais uma vez a igreja...essa que já matou em nome de deus, nos diga em quem votar ou não votar. Porque ela também é política.

As pessoas devem querer ir a igreja para estarem com deus e não para serem cordeirinhos que caminham um atrás do outro sem saber para onde estão indo.

Nenhum comentário: